logo-wc2018
Wanessa na Web:

   

SIGA @WANESSA NO INSTAGRAM

biografia

Wanessa nasceu em Goiânia, no estado de Goiás, em 28 de dezembro de 1982. Ela é filha do cantor sertanejo Zezé Di Camargo e da empresária Zilú Godói, tendo como tios a atriz Luciele di Camargo e o cantor Luciano Camargo. Frequentou escolas públicas durante a infância, porém não tinha brinquedos devido as dificuldades financeiras de sua família. Em 1991, aos 9 anos, mudou-se para São Paulo quando seu pai Zezé di Camargo e seu tio Luciano Camargo foram em busca do sucesso. Em 1992 foi matriculada em uma escola particular assim que seus pais começaram a ter uma condição social melhor, porém passou a sofrer preconceito dos colegas e funcionários por não ser de classe alta. Durante entrevista para a Veja, Wanessa disse: “A diretora da escola vivia insinuando que a gente não iria pagar o colégio. Ela nos humilhava, mas eu era tão insegura que nunca contei isso a meus pais. Todos iam de carro à escola, menos eu, e até isso era motivo de gozação. Uma vez, para me deixar feliz, meu pai pegou um fusca emprestado só para me dar o gostinho de ir à aula de carro”.

Ainda em 1991 montou uma banda juvenil junto com seus três melhores amigos Kiko, Leandro e Bruno, que futuramente formariam o grupo KLB. O grupo, onde os garotos tocavam os instrumentos e Wanessa era a vocalista, O primeiro nome da banda foi The Fenders, uma referência à marca de guitarra, depois foi trocado para Neon e passou a se apresentar em clubes e festas, fazendo versões das músicas de Xuxa e Leandro & Leonardo. Em 1993, aos dez anos, passou a estudar teatro, balé e sapateado, aprimorando com o tempo seus ensinamentos em dança na modalidade street dance. Na adolescência passou a fazer ginástica rítmica e ginástica artística para ganhar condicionamento físico ao dançar. Em 1995 estreou no teatro ao participar do musical Cats. Em 1996 passou a integrar o corpo de bailarinos da dupla Zezé Di Camargo e Luciano.

Carreira Musical

Em 2000 assinou com a BMG e lançou seu primeiro álbum de estúdio, o homônimo Wanessa Camargo, apostando em um estilo musical focado no country e vendendo 150 mil cópias com os singles “O Amor não Deixa”, “Apaixonada por Você” e “Eu Posso Te Sentir”. Em 2001, lança seu segundo álbum homônimo, Wanessa Camargo, liberando para as rádios “Eu Quero Ser o Seu Amor”, “Tanta Saudade” e “Gostar de Mim”. Em 2002 aceita o convite para se tornar apresentadora do programa Jovens Tardes, na Rede Globo, no qual fica por dois anos. No mesmo ano conquista reconhecimento com a faixa “Sem Querer” em terceiro disco homônimo, Wanessa Camargo.

Em 2004, lança o primeiro álbum ao vivo, Transparente Ao Vivo e passa a integrar o elenco fixo da quarta temporada do seriado Sítio do Picapau Amarelo. Em 2005 assina com a Sony e passa por uma reformulação com o lançamento do álbum W, aderindo à música dance-pop e compondo onze das quinze canções, sendo seu trabalho mais autoral. Neste projeto foram retirados seus singles de maior sucesso na carreira, “Amor, Amor” e “Não Resisto a Nós Dois”, além dos promocionais “Relaxa” e Culpada”, que ganharam boa repercussão nas rádios. Em 2007 passa a adotar o nome artístico apenas de Wanessa, deixando de lado seu sobrenome, e lança o disco Total, o qual vende 100 mil cópias, marcado pelo faixa “Me Abrace”. Em 2009 lança sua primeira canção em inglês, “Fly”, com o rapper Ja Rule, presente em seu sexto disco, intitulado Meu Momento. Em 2010 decide se dedicar à música eletrônica, liberando o EP Você não Perde por Esperar e, em 2011 lança o álbum DNA, com canções totalmente em inglês.
Em 2016, cinco anos após seu último álbum de estúdio, anuncia que estava redirecionando sua carreira a canções do gênero sertanejo. Em 19 de agosto lança seu oitavo álbum de estúdio para streaming, o intitulado 33.
Em 2018 a cantora anunciou retornaria à música pop em língua portuguesa – o qual ela não trabalhava mais desde 2009. Em 27 de abril lança seu novo single “Mulher Gato”, marcando o retorno ao pop nacional, sua primeira faixa no gênero musical desde “Não Me Leve a Mal”, nove anos antes.

Discografia

A discografia de Wanessa Camargo compreende sete álbuns de estúdio, dois álbuns ao vivo, dois extended plays e dois DVDs. Em 2000 assinou contrato com a BMG e lançou seu primeiro álbum de estúdio, o homônimo Wanessa Camargo, apostando em um estilo musical focado no country pop. O disco vendeu 200 mil cópias, trazendo como singles “O Amor não Deixa”, “Apaixonada por Você” e “Eu Posso Te Sentir”. Em 2001, lança seu segundo álbum homônimo, Wanessa Camargo, liberando para as rádios as faixas “Eu Quero Ser o Seu Amor”, “Tanta Saudade” e “Gostar de Mim”, vendendo um total de 300 mil cópias. Em 2002 passa por uma transformação, trocando o country pela música pop dançante com o terceiro disco homônimo, Wanessa Camargo. O disco vendeu 350 mil cópias e trazendo as faixas “Um Dia… Meu Primeiro Amor” e “Sem Querer”. Em 2004 deixa o programa Jovens Tardes para lançara seu primeiro álbum ao vivo, Transparente – Ao Vivo, embalado pelas faixas “Metade de Mim” e “Me Engana que Eu Gosto”.

Em 2005 passa por uma reformulação com o lançamento do álbum W, aderindo à música dance-pop e compondo onze das quinze canções. Neste trabalho foram retirados seus singles de maior sucesso na carreira, “Amor, Amor” e “Não Resisto a Nós Dois”, além dos promocionais “Relaxa” e Culpada”. Em 2007 passa a adotar o nome artístico apenas de Wanessa, deixando de lado seu sobrenome, e lança o disco Total, o qual vende 100 mil cópias, marcado pelo faixa “Me Abrace”. Em 2009 lança sua primeira canção em inglês, “Fly”, com o rapper Ja Rule, presente em seu sexto disco, intitulado Meu Momento. Em 2010 decide se dedicar à música eletrônica, liberando o EP Você não Perde por Esperar e, em 2011 lança o álbum DNA, com canções totalmente em inglês. Em 2013 lança seu segundo álbum ao vivo, DNA Tour.
Em 2016, cinco anos após seu último álbum de estúdio, anuncia que seu próximo trabalho seria mais voltado ao sertanejo romântico. Em 19 de agosto lança seu oitavo álbum de estúdio para streaming, o intitulado 33. Em sua carreira, ela já vendeu cerca de 1,5 milhão de cópias.
Em 2018 a cantora anunciou retornaria à música pop em língua portuguesa – o qual ela não trabalhava mais desde 2009. Em 27 de abril lança seu novo single “Mulher Gato”, marcando o retorno ao pop nacional, sua primeira faixa no gênero musical desde “Não Me Leve a Mal”, nove anos antes.

Conheça os álbuns